Loading...

EQUIPE DA UFV – UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DA INICIO AO SERVIÇO DE GEOREFERENCIAMENTO

EQUIPE DA UFV – UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DA INICIO AO SERVIÇO DE GEOREFERENCIAMENTO

NO MUNICÍPIO DE RIO DO PRADO

     No dia 19 de fevereiro de 2019, a equipe da Universidade Federal de Viçosa – UFV – iniciou aerolevantamento de dados e imagens, bem como o levantamento geodésico das testadas no distrito de Vila Formosa, município de Rio do Prado.
   Trata-se do conjunto metodológico inovador no âmbito do Cadastro Territorial Multifinalitário Urbano, projeto comandado pelo Grupo de Pesquisa Geociências Aplicadas e Tecnologias (GeoTec), advindo da Universidade Federal de Viçosa - UFV. O projeto visa o uso de tecnologia em Geoestatística, Geoprocessamento e Aerofotogrametria por Drones para levantamento de informações e regulamentação territorial.
   No caso específico de Rio do Prado, o projeto vem para dar seguimento à resolução do problema de regularização de imóveis, que se estende há anos. Com isso, essa tão esperada regularização fundiária virá de uma forma menos onerosa aos cofres públicos do município.
Projeto articulado com os municípios à parceria do CIMBAJE – Consorcio Intermunicipal Multifinalitário Baixo do Jequitinhonha que será realizado pela UFV. Com os registros, criam-se modelos digitais de área e a partir deles buscam-se soluções específicas para cada localidade. Os Municípios terão retorno positivo pelo fato de serem consorciados. 
   O CIMBAJE, buscou a parceria com UFV e no dia 30 de Novembro, apresentou aos representantes das 09 cidades contempladas com o projeto, todo o seu funcionamento e Rio do Prado não perdeu a oportunidade de receber todas as explicações técnicas e aderir ao projeto.
Ficou acertado que o GeoTec, disponibilizará um pacote metodológico e todo o trabalho de georreferenciamento por cerca de 81% do valor médio licitado no estado. Além disso, eles farão a capacitação de profissionais em cada município, reduzindo um futuro custo operacional com equipe, fortalecendo e expandindo as fronteiras da Universidade com as cidades consorciadas. “Este Projeto contempla também a Agenda 2030 da ONU - Organização das Nações Unidas, visando o Desenvolvimento Sustentável da Região do Baixo Jequitinhonha.”
   No caso de Rio do Prado, o projeto começa do zero, existe um problema de regularização de imóveis que se estende há anos. Essa parceria veio para ajudar o município a obter um resultado importante e que mudará para melhor e em definitivo a realidade dos municípios que pertencem ao CIMBAJE.

http://cimbaje.mg.gov.br/noticia/29/PROJETO-PILOTO-EM-GEORREFERENCIAMENTO-%C3%89-ASSINADO-PELO-CIMBAJE acesso: 19.02.2018